#MaioAmarelo: Detran promove ações educativas em mais de 70 municípios
No mês voltado para conscientização do trânsito, programas buscam a mudança de comportamento para preservar vidas

Pensando na conscientização da sociedade sobre o alto índice de mortes e feridos no trânsito, o Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran.SP) desenvolveu ações educativas em prol do ‘Maio Amarelo’. Durante o mês, a entidade promove iniciativas com prefeituras e terceiro setor, por meio do Movimento Paulista de Segurança no Trânsito (MPST).

No total, mais de 70 municípios aderiram ao projeto que busca alertar sobre a necessidade de reduzir os números de incidentes. De acordo com o InfosigaSP, banco de dados do MPST, 94% dos acidentes com mortes são causados por falha humana. 

“Atos de imprudência, como bebida ou celular ao volante, excesso de velocidade e não uso de cinto de segurança, são a principal causa de acidentes fatais. Por isso, são muito importantes as ações para conscientizar as pessoas e salvar vidas”, afirma Maxwell Vieira, diretor-presidente do Detran.SP.

Diante disso, o órgão, em parceria com a Polícia Militar, estabeleceu o programa Clube do Bem-te-vi em escolas públicas da rede municipal. Alunos do ensino fundamental contam com diversas atividades voltadas para a conscientização do trânsito. Ele acontece nas cidades de Pereira Barreto, Osvaldo Cruz e Sertãozinho.

“A ideia não é só levar o conhecimento do trânsito para essas crianças. Com esse programa, eles conseguem chamar a atenção dos pais sobre velocidade, cinto de segurança, ingestão de álcool, etc. É necessário educar os pequenos para que cresçam conscientes”, comenta o prefeito de Osvaldo Cruz, Edmar Carlos Mazucato.

Diferentemente do Clube, a Mobilidade Ativa é um programa permanente do Detran.SP que também ganhou bastante destaque no mês amarelo. O intuito, dessa forma, é promover ações educativas em parceria com mais de 50 municípios. 

São realizadas blitz em bares com bafômetros e material educativo para conscientização sobre os riscos de bebida ao volante. Além disso, o projeto oferece pedágios educativos em cruzamentos (com abordagens a motoristas e motociclistas), ações em parques públicos, caminhadas e passeios ciclísticos, bem como palestras em escolas públicas e universidades.

Já o Programa Criança Segura, em parceria com a ONG de mesmo nome, atuará em 18 cidades capacitando educadores e profissionais do trânsito. O objetivo é focar na prevenção de acidentes de crianças e adolescentes com idade até 14 anos.

Desse total de municípios, São Vicente é um dos que vêm reduzindo o número de mortalidades no trânsito. Segundo o prefeito, Pedro Gouvêa, 2017 registrou queda de 40% de acidentes fatais.

"À medida que firmamos novas parcerias com o Detran, temos avançado nas políticas de trânsito locais. É o caso da Faixa Viva, que foi lançada no ano passado e que, agora, vem sendo ampliada no município. Estamos com uma campanha forte de conscientizar motoristas e pedestres", explica.

Além destas parcerias, o Detran.SP também vai intensificar, ao longo do mês, campanhas de conscientização nas redes sociais. “O Maio Amarelo traz um alerta para a sociedade sobre a alta incidência de acidentes e mortes no trânsito. As ações do Detran.SP mostram que a mudança de comportamento das pessoas pode preservar vidas”, diz diretor de Educação para o Trânsito e Fiscalização do órgão, Marco Antonio Telles.


Compartilhe: