Aplicativo para segurança de motociclistas é finalista do Pitch Gov.SP
Solução atende a desafio do Movimento Paulista de Segurança no Trânsito. Projetos foram apresentados em evento no Palácio dos Bandeirantes

O Palácio dos Bandeirantes recebeu no dia 09 de novembro os finalistas do Pitch Gov.SP, programa de inovação do Governo do Estado de São Paulo. Uma das soluções apresentadas no evento atende a um dos desafios às startups propostos pelo Movimento Paulista de Segurança no Trânsito. O foco é a segurança de motociclistas.

"É a primeira vez que o Movimento Paulista participa da iniciativa e ficamos felizes ao ver a segurança no trânsito na pauta de quem pensa e vive a inovação", afirma a coordenadora do programa, Silvia Lisboa.

As 16 startups brasileiras finalistas apresentaram seus projetos a uma banca de especialistas e foram selecionadas entre mais de 250 inscritos. Os trabalhos que seguem na disputa responderam a desafios apresentados pelo Governo nas áreas de educação, estatística e análise de dados, finanças públicas, habitação, transparência e controle interno, saneamento e energia, saúde e transporte.

Solução para a área de transporte, o aplicativo AISA9 está relacionado ao comportamento no trânsito e tem como foco a prevenção de acidentes e fatalidades entre os motociclistas. A plataforma estimula a conduta mais segura, oferecendo funcionalidades educativas, analíticas e integradas em tempo real com pilotos.

Entre as soluções previstas, o aplicativo mapeia questões relacionadas à infraestrutura e também oferece integração com os pilotos para manterem seus veículos em boas condições. Em caso de acidentes, o sistema permite a localização da vítima pelas equipes de socorro e fornece dados importantes mesmo que o motociclista esteja inconsciente.

Estatísticas

As motos lideram as estatísticas de acidentes fatais no trânsito. Segundo o Infosiga SP, sistema de dados do Movimento Paulista de Segurança no Trânsito, uma em cada três vítimas tinham a motocicleta como meio de transporte. Mais de 60% dos acidentes ocorreram dentro dos municípios e jovens com idade entre 18 e 29 anos representam 41,9% das vítimas, sendo 88,2% do sexo masculino. A maioria das ocorrências acontem à noite e nos finais de semana.


Governo do Estado de São Paulo